Chat do Grupo C
Dia 22 de março de 2002

 
Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Ok, pessoal. Vou propor um começo: da co-existência da "interpretação textual" e da "conectividade". É diferente? Podemos inventar novos textos?

Joana Tereza--Denobile-->> Creio que sim. Trata-se de um momento. Depende tb da tecnolgia.

Andrea Filatro-->> Gerson, creio que as conexões que fazíamos (quando fazíamos) mentalmente agora ficam muito mais evidentes pela tecnologia dos links

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Neste contexto, então, o hipertexto é ferramenta de "conexão" e de "construção" da linguagem escrita...

Joana Tereza--Denobile-->> Tal co-existência talvez já esteja sendo elaborada pelos usuários...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Penso que de qualquer situação podemos criar um texto e as ferramentas que temos no momento, e lógico, as nossas necessidades também, é que vai definir o tipo de texto criado.,

Joana Tereza--Denobile-->> O hipertexto seria o pano de fundo desse processo.

Andrea Filatro-->> O hipertexto permite a inclusão não só de texto escrito, mas imagens, sons, movimento...

Joana Tereza--Denobile-->> De uma certa forma estamos fazendo isso agora...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Joana, só falta a imagem real, mas posso criá-la mentalmente

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Kerkchove fala de "extensões eletrônicas" relacionadas ao hipertexto, e um conceito de "profundidade" que não existe, talvez, no livro...

Joana Tereza--Denobile-->> É nos seu livro Pele da Cultura a tecnologia nos envolve cada vez mais...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Outro ponto pessoal (proponham, também, por favor): caminhamos para o fim do livro (ou, pelo menos, do livro tradicional...)

Andrea Filatro-->> Eco fala em uma depuração dos livros impressos, pela qual só se publicaria em papel o que realmente vale a pena

Joana Tereza--Denobile-->> É interessante pensar nisso, o fim do livro ou o fim de uma relação textual ...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Exato!!! O que vcs acham?

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> "Menos livros, mais comunicação"...

Joana Tereza--Denobile-->> Explicando, talvez, temos uma memória de livro, nos baseamos num formato... mas...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Gerson, creio que não é o fim do livro, muito pelo contrário, mas eles ficaram mais depurados sim, ou que sabe não, depende de quem os propões.Por falar em livro, principalmente na nossa área, vocês viram que tem de tudo...

Joana Tereza--Denobile-->> Ler na tela hoje nos parece um pouco estranho, mas no futuro próximo, as novas gerações ...

Joana Tereza--Denobile-->> Entretanto a sensação de folhear, uma sensação que talvez esteja em extinção...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Joana, creio que depende da tribo a qual o indivíduo pertença...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Sim, talvez seja uma questão de contéudo e de formato... Podemos pensar na tecnologia da "portabilidade", em telas diferentes. Mudar de páginas "virtuais", nova cultura, novas ferramentas. Livro é ferramenta?

Andrea Filatro-->> Na minha opinião, a questão não é tanto do suporte onde o texto está, mas na sua virtualidade

Joana Tereza--Denobile-->> Creio que num primeiro momento o suporte é importante!

Joana Tereza--Denobile-->> A virtualidade do livro, ou do texto está em processo...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Gersdo, se pensarmo no livro como meio, ele torna-se uma ferramenta com ns funções, penso que depende das necessidades.

Joana Tereza--Denobile-->> Trata-se de uma questão de adaptação...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Luciete: concordo, Joana: concordo, Andrea: vc poderia explicar melhor?

Joana Tereza--Denobile-->> Sim, Gerson, considero o livro em alguns momentos, ferramenta de trabalho...

Andrea Filatro-->> Só um minutinho, Gerson

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Kd vc, José?

Andrea Filatro-->> Creio que na sociedade moderna nos adaptamos facilmente a mudanças externas...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Sabe Gerson, que as pequenas fórmula de comunição me encantam?

Andrea Filatro-->> ... incorporamos rapidamente equipamentos e "gadgets" à vida cotidiana...

Joana Tereza--Denobile-->> Mudar requer humildade, disciplina e força de vontade, ainda bem que temos e alguns tantos tb.

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Lu: Justamente! códigos, instruções, funções, no lugar de textos "grandes"...

Andrea Filatro-->> ... mas percebo grande dificuldade das pessoas em geral (no mundo do trabalho, os amigos, os familiares) em interpretar e se expressar de uma maneira nova...

José Junio--Lopes-->> Estou aqui! e que estou com alunos e daqui a pouco estarei em aula.

José Junio--Lopes-->> Eu creio que o livro não vá desaparecer, o que talvez mude é a maneira de se expressar

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Gerson, mas tem textos grandes que têm seu valor, no entranto, tem alguns que parecem linguiça, cheio de gorduras desnecessárias.

Joana Tereza--Denobile-->> Eu também, Gerson, estou no meu trabalho, em breve sairei... Professora trabalhando ...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Não tem problema! Vamos agilizar, então...

Andrea Filatro-->> Também me chamou a atençõa a distinção que Eco faz entre criatividade/imaginação e necessidade...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> ... A redução, exposta pela Lu, talvez revelasse empobrecimento em uma mesma cultura (estática)...

Joana Tereza--Denobile-->> Gosto das codificações tb, desde de que requeiram reflexões... os hideogramas 

José Junio--Lopes-->> Acho que o grande problemas que temos que enfrentar como professores e o excesso de informaçao - como trabalhar isso com os alunos?

Joana Tereza--Denobile-->> Este é o nosso novo papel, José, de orientadores na mineração de um saber altamente fragmentado.

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> geralmente as codificações desenvolvem nossas habilidades de raciocínio, porque quando não são óbvias, nos faz pensar sobre elas na tentativas de decifrá-las

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> ... mas a cultura muda! Talvez, seja a adequação ao "pensamento hipertextual" (se é que há outra forma...)

Andrea Filatro-->> É verdade, Gerson, e o pensamento hipertextual não elimina os textos longos.

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Gerson, tudo é mutação...

Joana Tereza--Denobile-->> Gerson, nosso pensamento já é hipertextual... não é???

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> José/Joana: ponto importante! Eco diz que é difícil fazer esta "peneira"...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Joana: sim, sem dúvida! É uma questão de reconhecimento de competências, saberes e - tcham, tcham, tcham, tcham - o que dá "liga", as conexões...

Andrea Filatro-->> Pessoal, desculpem interromper, mas preciso sair da sala agora. Gostaria de saber como vamos tocar a construção da árvore do grupo.

José Junio--Lopes-->> Estou lendo um texto : Discutindo a formação do professor on-line - de listas de habilidades

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> realmente, cada vez mais temos dificuldades em escolher devido a quantidade, no entanto, cada vez mais apuramos o nossa percepção entre o que nos é útil, nos dá prazer, é funcional, etc.

Joana Tereza--Denobile-->> Pessoal, estou feliz de ter participado hoje, o dever me chama, estou partindo com lágrimas nos olhos, tchau ...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Árvore: mandem as contribuições (desenho ou descritivas) p/ mim até segunda!

Andrea Filatro-->> Ok, obrigada, Gerson. E, pessoal, até breve.

José Junio--Lopes-->> cortou o nome- Discutindo a formação do professor on-line - de listas de habilidades docentes ao desenvolvimento da reflexão crítica

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Legal, Andrea e Joana

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Ok, Gerson.

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Andréa e Joana, by-by, foi um prazer "conversar" com vocês.

Joana Tereza--Denobile-->> Tchau, enviarei a árvore ... Gerson

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Outro ponto (se me permitem): convergência de tecnologias: "paralelismo tecnológico". Eco diz que as tecnologias convivem...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> ...evoluem e sofrem adaptações. Então, no fundo, as formas não se excluem...

José Junio--Lopes-->> estou saindo - vou dar aula - ate a proxima

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> também penso que podem conviver, pois cada uma tem sua função específica

Instructor>> Oi, cheguei. Pensei não encontrar mais ninguém aqui...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Gerson, só ficamos nós dois

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> ôpa, chegou mais um...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Estou muito bem acompanhado!!!

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> que bom, heim Gerson?

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> É vc que está por aí, Vani?

Instructor>> Sou eu, Vani. Vim correndo para conversar com vocês. E o Junio também esta aí que eu estou vendo no meu monitor!

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> É, ele não resistiu ao nosso charme... Tínhamos também a Andrea e a Joana até agorinha...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> mas voltando ao texto, vocês concordam com os problemas da comunidade eletrônica descritos por Eco? no que se refere

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Solidão? Excessos de informação e inabilidades de seleção?

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Legal essa tua Vani, instrutora heim?

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Concordo, sim.

Instructor>> O que o Junio acha?

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Ora, mas se pensarmos que temos a oportunidade de escolha, como por exemplo, preferir conversar online, creio que não é mais problema e sim solução.

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Falta uma visão crítica mais apurada... Em buscas, por exemplo...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> O exemplo do NYT dado pelo Eco "matou a charada"...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> ou criou outra charada

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Acho que um primeiro passo é o domínio das tecnologias, em paralelo com a conscientização sobre...

Instructor>> Pois é Luciete, no curso eu sou instrutora. Mas sobre o texto acho legal acessá-lo na integra (ele é enorme) para ver como o Eco encaminha todo este processo de mudança cultural, do livro para a Internet.

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> ...a realidade contemporânea, hipertextual/conexa/em rede (pode ser tudo a mesma coisa, mas depende)...

Instructor>> Veja por exemplo quando os livros forma banalizados. Pensou-se logo em se criar enciclopédias e dicionários para reunir as idéias e entender "tudo"

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> ...em todo caso, a convivência é pacífica (vide metáfora sobre as artes; substrato, não sobreposição...)

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> é Gerson, tmb penso que sim

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Vani: concordo. Escreve-se sobre tudo (pretensão!), mas é incrível como isto pode dar ao banal um véu de "profundidade"...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> sim, Gerson, como já falamos no início, tudo depende das nossas necessidades, e por isso a convivência entre o novo e o velho deve ser pacífica...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Pensei, também, em uma relação entre a idéia do retrato ("...hoje não preciso mais de um retrato pesado... mas de uma fotografia... o que não torna o retrato obsoleto") e a sala de aula. Que tal?

Instructor>> O que muito me agrada no texto é quando ele fala sobre a convivência entre as duas realidades tão presentes em nossas vidas. Agora mesmo me cobram (e a nós tbm) que escrevamos artigos, a tese, livros sobre nossos estudos e experiências. Mas o texto escrito já é sobre o passado. Agora mesmo, estamos escrevendo um texto, mas a tecnologia tem de evoluir para podermos ampliar nosss possibilidades textuais imediatas.

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> É verdade... Escrever ainda é essencial (ou visto como), de uma forma tradicional... Ao mesmo tempo, podemos pensar em "novas formas de escrita", não só devido ao novo ferramental...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> A imagem que tenho do livro atualmente é que eles serão como "arquivo mortos" têm sempre coisas importante que temos que rever, quando precisam ser revistas e que nos dão parâmetros de construções presentes

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> e, nesse sentido, precisamos elaborar nossas teses, escrever artigos etc. faz parte do nosso lado construtor...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Pelo que entendi, Eco reserva ao livro, como o conhecemos, o papel de definidor de "roteiros", e às novas formas, o papel de construtoras de "conteúdos"...

Instructor>> No fórum alguém colocou algo bárbaro. As tecnologias mais novas reiventam as formas de uso das mais antigas. O livro, a foto, o cinema e a própria televisão transforman-se quando integrados á Internet. Veja o que o Eco falou sobre o NYT, mas ele não falou sobre o clipping, por exemplo, que faz os recortes individualizados em um monte de jornais e manda por e-mail para v.

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Muito legal, isso...

Instructor>> Pegando o que a Luciete falou... temos de viver os dois lados da coisa. Existe muita gente (a maioria) fora da tela e essa exclusão tecnológica separa mais do que qualquer outra, porque impede inclusive a melhoria intelectual, economica e social.

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> também acho legal. O clipping, sem dúvida, presta-nos grande serviço (não temos muito tempo de ler o jornal na integra), mas ao mesmo tempo nos impossibilita de discriminar...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> É verdade... O uso da tecnologia é ainda restrito, e quem não tem acesso ainda tem de se comunicar...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> ...mas perde na "velocidade", na interatividade, nas conexões...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> e isso é desvantagem, Gerson...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Sem dúvida!

Instructor>> Já me disseram que eu boicoto informações pq eu não escrevo (mais ainda!) sobre tuuuudo o que eu (nós) faço de experiências online. Mas não da tempo!!!

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Pois é... A procura por informações desse tipo é grande, pq tem muita gente curiosa. Alguns "conectados", outros nem tanto...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> o tempo... nosso carcereiro...

Instructor>> Só duas perguntinhas fora da discussão que está muito boa. !. Alguém está gravando tudo isto? Até quando (horário) vs. podem conversar ?

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> bom, eu tenho, hoje, todo o tempo do mundo...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Estou gravando! Tenho um dispositivo "trace" acionado... Mas meu horário está acabando (disponibilidade)...

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> quanto à gravação, eu não sei se estam gravando, v está Gerson?

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Claro que isso não tem muita importância, mas nossa discussão já deu 6 páginas, desde 10h31min...

Gerson Pastre--de--Oliveira-->> Ok, pessoal, preciso sair... Vou passar a íntegra do chat para todos. Acho que vai para o fórum. Que tal?

Luciete Basto--de--Andrade--Albuquerque-->> Vani e Gerson, segunda e terça estarei no "interior" iniciando a coleta de dados e lá não sei se tem provedor, se tiver estarei no forum

Instructor>> Legal, Gerson ! Tão me telefonando da Anped. Tenho que ligar urgente para lá...